Alimentaçao saudável reduz o risco de infarto

 

Existem alguns fatores de risco que, quando presentes, aumentam as chances de doença cardiovascular, infarto do miocárdio (ataque cardíaco) e derrame cerebral (acidente vascular cerebral). Alguns desses fatores não têm como mudar: idade, sexo, história de doença cardíaca na família. Porém, existem outros que você pode mudar: fumo, alimentação inadequada, obesidade, falta de exercícios físicos, colesterol alterado, diabetes, pressão alta e estresse.
Não é o coração que mata, e sim alguns hábitos que você pratica no dia-a-dia que maltratam sua saúde, sobretudo seu coração.

ALIMENTAÇAO SAUDÁVEL

Ingerir frutas , verduras e legumes diariamente diminui em 30% as chances de infarto. Cada alimento desempenha uma funçao em nosso organismo . Nao existe alimento completo , e , é por isso que temos que consumir uma variedade de alimentos em quantidades adequadas.

Por-que-é-importante-comer-frutas-legumes-e-verduras

Lembre que tao importante , quanto a qualidade do alimentos , é a sua quantidade . Pequenas quantidades de alimentos “proibidos” podem ser ingeridos de vez em quando , mas muito cuidado com a quantidade , mesmos dos alimentos “saudaveis” . Fuja das lanchonetes , “Fast food” e dos sanduiches gordurosos , em qualquer lugar .

CEREAIS , PÃES , TUBÉRCULOS E RAÍZES

Alimentos fontes de carboidratos (fornecem energia para o organismo) , vitaminas do complexo B e fibras. No caso de pães , arroz e massas , de preferencia aos elaborados com farinhas integrais.

VERDURAS , LEGUMES E FRUTAS

Alimentos fontes de vitaminas e sais minerais e fibras . Protegem e regulam o bom funcionamento do organismo .

LEITES E DERIVADOS

Alimentos fontes de proteinas e calcio.

CARNES , OVOS , PEIXES , AVES E LEGUMINOSAS

Alimentos fontes de proteinas ,ferro e outros minerais . Constroem e reparam os tecidos do organismo.

GORDURAS , OLEOS , ACÚCAR E DOCES

Por serem excessivamente calóricos devem ser consumidos moderadamente .

Fontes :conteudonanet.com.br

Guia de Reeducação Alimentar – Saiba o que comer para ter uma saúde longa

recomendação:

Por enquanto não acredite em nada do que ler, apenas faça seus testes, experimente as dicas por um tempo e veja como seu corpo reage e como você se sente.

Seja honesto com si mesmo e tome consciência das mudanças, positivas ou não, para você mesmo chegar a uma conclusão do que funciona para sua saúde.

Para ir direto ao ponto:

A mais eficaz dieta é baseada em baixo consumo de carboidratos e alta ingestão de proteínas e gorduras.
Você já deve ter ouvido falar nas dietas chamadas de Paleo, Low Carb High Fat (LCHF), Atkins e Slow Carb.
Cada uma tem um nome, uma marca, feita por seus criadores.

Embora os nomes diferentes, a base da alimentação é a mesma: poucos carboidratos e bastante proteína e gordura.
Há apenas algumas diferenças entre estas citadas acima.

Portanto não é uma moda passageira essas dietas, elas funcionam!

E você vai ter que esquecer quase tudo que tentaram te ensinar sobre alimentação saudável.

Por exemplo, o mito da gordura.
A verdade é que comer gordura (boa) não engorda! Ajuda emagrecer.
Pode parecer absurdo agora, mas daqui a pouco isso vai ser tão normal quanto saber que a Terra é redonda e não plana.

Para saber mais detalhes sobre esse tema, indico o livro The Big Fat Surprise.

Outro absurdo que a maioria acredita: colesterol causa infarto.
Mentira!
Colesterol é essencial para o corpo e os remédios (estatinas) que reduzem as taxas de colesterol acabam ocasionando sérios efeitos colaterais.

Alimentos altamente recomendáveis para ingerir com frequência:

Ovos orgânicos ou caipiras
Óleo de Coco
Quinoa
Azeite extravirgem
Leites vegetais (de arroz, de coco, de amêndoas, de castanhas, etc)
Batata Doce
Abacate
Carnes (bovina, frango, peixe, porco, etc.), de preferência orgânica
Brocólis
Couve
Espinafre
Beterraba
Oleaginosas (amêndoas, nozes, pistache e castanhas em geral)
Linhaça
Chia
Alcachofra
Gengibre
Alho
Cravo da Índia
Orégano
Açafrão ou Curry
Estes são apenas alguns que possuem propriedades bastante benéficas, porém tenha em mente que você deve consumir comida de verdade!

Comida de verdade não tem ingredientes e rótulos, comida de verdade é o ingrediente.

Isso inclui carnes, peixes, vegetais, nozes, castanhas, frutas, sementes, cogumelos, entre outros.
Tudo que a natureza pode te oferecer como alimento.

exclui toda comida que for industrializada e processada.

Fuja de alimentos que contenham em seus ingredientes, alguns destes aqui:

Glutamato monossódico
Gordura vegetal hidrogenada (famosa gordura trans)
Farinha enriquecida com ferro e ácido fólico
Farinha integral
Açúcar
Xarope de açúcar
Açúcar invertido
Maltodextrina
Dextrose
Frutose
Xarope de Milho
Maltose
Sacarose
Aspartame
Ciclamato
Sucralose
Leite em pó integral
Leite em pó desnatado
Soro de leite em pó
Lecitina de soja
Caseinato de cálcio ou de sódio
Extrato de proteína vegetal
Farinha de aveia hidrolisada
Levedura autolisada
Óleo de vegetal
Proteína vegetal texturizada
Aromatizantes
Corantes artificiais
E todos aqueles nomes difíceis que estão longe de ser comida.

Evite consumir glúten

Não é a dieta da moda, apenas há diversos estudos provando os malefícios deste nutriente no organismo.

Para saber mais você pode ler estes dois excelentes livros escritos por médicos que relatam suas descobertas com pacientes e estudos:

Alimentos que contém glúten (ou você pode consultar a embalagem dos alimentos, já que por lei as empresas devem informar se contém glúten ou não. Porém não confie cegamente na sinceridade dos fabricantes):

Farinha de trigo (e tudo que é feita com ela: pães, bolos, massas, tortas, pizza, cereais, biscoitos, etc)
Gérmen de trigo
Aveia (naturalmente não possui glúten mas a maioria da aveia encontrada hoje contém glúten porque é processada nas mesmas máquinas que o trigo, por exemplo)
Cevada (sim, cerveja tem glúten)
Centeio
Malte (sim, Ovomaltine também tem glúten)
A essa altura você deve estar pensando: “Mas tudo tem glúten!”

Correto. A maior parte dos alimentos industrializados hoje contém essa proteína inflamatória e viciante.

Porém há diversas alternativas para a substituição, então não é complicado viver sem glúten.
Veja nesta página a quantidade de alimentos sem glúten a sua disposição.

Para fazer pães, massas, bolos, tortas e tudo que vai farinha de trigo, é só trocar por:

Farinha de arroz
Farinha de milho (fubá e amido de milho também)
Fécula de batata
Farinha de mandioca, polvilho azedo e polvilho doce
Farinha de coco
Farinha de quinoa
Farinha de linhaça
Farinha de chia
Farinha de gergelim
Farinha de grão de bico
Farinha de amora
Farinha de amendoim
Farinha de amaranto
Farinha de couve
Farinha de amêndoa
Farinha de banana verde
Farinha de uva
Há mais opções ainda de farinha, então não há desculpa.

Sem esquecer é claro que os vegetais, frutas, carnes, óleos e castanhas são saudáveis e isentos de glúten.

Evite ingerir laticínios

A lactose (açúcar do leite) é um elemento que nem todos são capazes de digerir, isso porque a enzima responsável pela digestão, chamada de lactase, só é produzida até os 4 anos de idade.

Portanto a lactose será cada vez menos aceita pelo seu corpo.

E não é apenas os intolerantes à lactose que possuem alergia, a grande maioria (em torno de 90%) é intolerante porém em grau menor e sem os tradicionais efeitos de diárreia ou problemas gastrointestinais.

Entretanto podem ter malefícios para o organismo, como por exemplo esses problemas relacionados à ingestão do leite, segundo estudos científicos:

Enxaqueca
Câncer de mama
Câncer de próstata
Obesidade
Mal de Parkinson
Artrite
Esclerose
Infertilidade
O leite também possui uma proteína chamada caseína que é perigosamente inflamatória.

É díficil de ser absorvida e causa inflamação silenciosa das mucosas intestinais.

Em resumo: quem bebe leite é bezerro!

Pior ainda é o consumo do leite fabricado atualmente, repleto de hormônios (mais especificamente o HBG, hormônio da gravidez para a vaca produzir leite sem parar), pesticidas, substâncias radioativas, metais pesados, antibióticos e diversos remédios aplicados na vaca para aumento da produção de leite.

E saiba desde já que leite NÃO deixa seus ossos mais fortes

Fonte : Vidalonga.org

Principais dúvidas sobre compras na internet: esclareça

Fazer compras pela internet exige atenção e cuidados por parte dos consumidores, para não ser enganado por falsos vendedores.Fazer compras na internet é algo bastante comum hoje em dia, devido à praticidade e também à facilidade de encontrar os mais variados tipos de produtos, que vão desde roupas, brinquedos, móveis, eletrônicos e celulares a carros, produtos de beleza, alimentos e ingressos para shows e eventos esportivos.

principais-duvidas-sobre-compras-na-internet-esclareca

No entanto, é preciso tomar alguns cuidados quando você sai à procura de sites de comércio eletrônico, pois há muitas reclamações a respeito de problemas encontrados em compras pela internet, que podem gerar muita dor de cabeça e algum prejuízo.

Para ficar mais seguro e se manter longe desses problemas, esclareça algumas das principais dúvidas sobre compras na internet.

 

principais-duvidas-sobre-compras-na-internet-esclareca-1

COMO SABER SE O SITE É CONFIÁVEL OU SE ELE ESTÁ REGISTRADO?
Procure referências com parentes e amigos e prefira comprar naqueles sites que forneçam endereço físico, telefone fixo, CNPJ, razão social e outras informações. Conferir a lista de sites de compras não recomendados pelo Procon e visitar sites como o Reclame Aqui são outras dicas interessantes.

MEUS DADOS FICARÃO SEGUROS NO SITE?

De forma geral, os sites explicam seus mecanismos de segurança para a proteção dos dados dos clientes na parte destinada à política de privacidade da página. Dê uma boa lida nesse documento e não se esqueça de fazer compras online apenas em sites cujo endereço se inicie com a sigla “https”, além de evitar realizar transações em computadores públicos.

principais-duvidas-sobre-compras-na-internet-esclareca-2

O QUE FAZER QUANDO O PRODUTO VIER COM DEFEITO?

Entre em contato com o fornecedor e informe sobre o problema. A partir dessa data, ele terá até 30 dias para apresentar uma solução. Terminado o prazo, se o problema não for resolvido, você terá direito à troca por outro produto em perfeitas condições; ou cancelamento da compra e restituição do valor pago; ou aceitar ficar com o produto, tendo desconto no preço.

POSSO DESISTIR DA COMPRA ONLINE?

É possível desistir da compra online em até sete dias, contados a partir da finalização da compra ou do recebimento do produto. Nesse caso, o consumidor tem direito à devolução integral do valor pago, inclusive do frete.

principais-duvidas-sobre-compras-na-internet-esclareca-3

PRODUTOS COMPRADOS PELA INTERNET TÊM GARANTIA?

Sim. A garantia legal é de 30 dias para os produtos não duráveis e de 90 dias para os bens duráveis.

COMPREI UM PRODUTO PELA INTERNET E ELE NÃO FOI ENTREGUE. O QUE EU FAÇO?

Faça uma reclamação por e-mail, carta ou telefone ao site em que realizou a compra. Se o problema não for resolvido, junte comprovantes, nota fiscal e protocolos e procure o Procon da sua cidade, para receber maiores orientações sobre o que fazer.

Curiosidades na internet

 

Fonte: http://curiosidadesnainternet.com/tag/compras-online/

Frete grátis tem o maior peso na decisão de compras online

Internautas também consideram preço e prazo na hora de escolher um produto.

Sete em cada dez compradores online evitam pagar pela entrega do produto. De acordo com levantamento da E-bit, consultoria especializada em e-commerce, 45% dos consumidores sempre escolhem o frete grátis ou a opção mais barata e outros 27% compram o suficiente para atingir o valor mínimo exigido para que a entrega não seja cobrada. Na mesma pesquisa, 58% das pessoas disseram que comprariam mais pela internet se a taxa de entrega fosse mais barata.

“É uma questão importante na tomada de decisão. O consumidor valoriza sempre o frete grátis”, diz o diretor executivo da E-bit, Pedro Guasti. Como o envio da mercadoria tem um custo para a empresa, ele diz que esse valor pode ser encarado como um investimento em marketing ou incorporado ao preço do produto. Outras formas são oferecer frete grátis só para algumas categorias ou estabelecer um valor mínimo para a entrega sem custo para o consumidor.

Ele acrescenta que algumas empresas oferecem diversas opções de frete com gratuidade para as formas mais demoradas de envio. É o caso da Names2Glue, empresa de São Paulo que produz etiquetas para marcar roupas e material escolar e tags para identificar mochilas e lancheiras, além de outros produtos personalizados destinados a crianças. Quem escolher o envio por carta registrada não paga pelo frete, independentemente do valor do pedido. Se o consumidor quiser receber por e-Sedex (modalidade criada pelos Correios especialmente para o e-commerce) ou por Sedex, o frete é cobrado para pedidos até R$ 150. Acima desse valor, a entrega é sempre cortesia da empresa.

“O frete gratuito chama muito a atenção”, diz uma das sócias da empresa, Beatriz Russo. Ela afirma que o tipo de produto que vende facilita a oferta da entrega gratuita. “São etiquetas de papel, muito leves. Por isso, o custo do envio por carta registrada é baixo. Se a gente trabalhasse com sapatos, não seria possível assumir esse custo”, diz.

A empresária considera que, mais do que não pagar pelo frete, o mais importante para o comprador é receber o pedido dentro do prazo marcado. “É o primordial para a satisfação” avalia.

Motivos. Além do frete grátis, os internautas consideram outros fatores na hora de escolher onde farão suas compras: confiança no estabelecimento, preço e prazo de entrega aparecem praticamente empatados com a entrega gratuita como fatores decisivos para a tomada de decisão. Praticidade e comodidade, além da facilidade de fazer pesquisa de preços entre os estabelecimentos também são citados como importantes.
Crescimento

Expectativa. Em 2014 as vendas do comércio online devem crescer 20%. O faturamento estimado para o setor é de R$ 38 bilhões, de acordo com a E-bit.

 

ANA PAULA PEDROSA

Fonte: http://www.otempo.com.br/capa/economia/frete-gr%C3%A1tis-tem-o-maior-peso-na-decis%C3%A3o-de-compras-online-1.793769


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/portaldosshoppings/www/wp-includes/functions.php on line 4609

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/portaldosshoppings/www/wp-includes/functions.php on line 4609